Autor: Gazeta Central - 06/06/2021 19h25

Prefeitura de Ouro Preto do Oeste inicia vacinação em gestantes, puérperas e trabalhadores da Educação

Também foi ampliado para 55 anos ou mais a vacinação em pessoas sem comorbidades. A vacinação dos trabalhadores da Educação terá início pelo distrito de Rondominas.




A Prefeitura da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), inicia, nesta segunda-feira (07), a vacinação em gestantes, puérperas e trabalhadores da Educação. E também ampliou para 55 anos ou mais a imunização em pessoas sem comorbidades.


Clique AQUI e siga o Gazeta Central no Instagram

O município continua a vacinação das pessoas com comorbidades, de 18 anos ou acima e deficiência permanente grave, além da aplicação da segunda dose das vacinas Astrazeneca e Coronavac.

Clique AQUI e siga o Gazeta Central no Facebook

Profissionais da Educação

Em razão de o município ter recebido apenas 80 doses da vacina, a SEMSAU optou por iniciar a imunização dos profissionais das escolas municipal e estadual do distrito de Rondominas. E assim que receber o próximo lote, que está previsto para os próximos dias, dará continuidade a vacinação aos demais profissionais das escolas municipais e estaduais da cidade e zona rural.

Gestantes e puérperas

As gestantes e puérperas de 30 anos ou mais, serão imunizadas com a vacina da Pfizer através de agendamento, que será realizado pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), que também informarão o local de vacinação.


Clique AQUI e acesse o Decreto nº 14.545 de 06 de junho de 2021

Vacinação

Com exceção das gestantes e puérperas, a imunização será realizada das 08h às 12h, no Posto de Saúde Ouro Preto, localizado na avenida Daniel Comboni, centro da cidade, onde será realizada pelo sistema normal (fila, respeitando a ordem de chegada) e na modalidade drive-thru.

No ato da vacinação

As pessoas, no ato da vacinação, deverão apresentar o laudo ou cópia, indicação ou atestado médico que comprove a comorbidade, CPF, Cartão do SUS, Cartão de Vacinação e comprovante de endereço. No caso das pessoas com deficiência permanente grave, poderá ser exigido a autodeclaração da deficiência.

Acamados

Os acamados poderão agendar a vacinação em suas residências, através do telefone (69) 3461-1914.

Clique AQUI e acesse o Decreto nº 14.545 de 06 de junho de 2021


Comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

1 - Insuficiência cardíaca;
2 - Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar;
3 - Cardiopatia hipertensiva;
4 - Síndrome coronariana;
5 - Valvopatias;
6 - Miocardiopatias e pericardopatias;
7 - Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
8 - Arritmias cardíacas;
9 - Cardiopatias congênitas no adulto;
10 - Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
11 - Diabetes mellitus;
12 - Pneumopatias crônicas graves;
13 - Hipertensão arterial resistente;
14 - Hipertensão arterial estágio 3;
15 - Hipertensão artetial estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo;
16 - Doença cerebrovascular;
17 - Doença renal crônica;
18 - Imunossuprimidos;
19 - Anemia falciforme;
20 - Obesidade mórbida;
21 - Cirrose hepática;
22 - HIV

Deficiência permanente grave

Para fins de inclusão na população alvo para vacinação, o Ministério da Saúde considera indivíduos com deficiência permanente grave aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:

1 - Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;
2 - Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir;
3 - Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar;
4 - Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.


Clique AQUI e acesse o Decreto nº 14.545 de 06 de junho de 2021


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade